Prioridades do setor

Precificação do combustível

O querosene de aviação é um derivado do petróleo usado especificamente como combustível nas aeronaves. Quando a aviação ainda se desenvolvia no país e a quantidade de passageiros e carga transportados era reduzida, a realidade brasileira no setor de energia também era outra. O país importava boa parte do combustível consumido pelo setor. Assim, a fórmula para calcular o preço considerava as flutuações da commodity no mercado internacional, sujeita também às variações da cotação em dólar.

Atualmente, o país está próximo da autossuficiência em petróleo e refina quase todo o combustível consumido pelo setor aéreo no Brasil. O mercado de aviação também é outro: transporta pessoas e cargas em grandes quantidades pelo país e em todo o planeta.

É preciso refletir essa realidade e estabelecer uma nova fórmula de precificação do querosene de aviação brasileiro. Ele responde por cerca de 25% dos gastos de uma companhia aérea – bem acima da média internacional, de 19%. Isso reduzirá custos, aumentará a competitividade das empresas aéreas nacionais, favorecerá a oferta de passagens ainda mais econômicas e a ampliação da malha aérea nacional, gerando mais empregos e renda.